FIQ

Cartunista, ilustrador, animador, cretino e antiquado!!

É assim que ele se define: “cartunista, ilustrador, animador, cretino e antiquado”, mas nós preferimos outra definição. Que tal convidado do FIQ 2015?! O belo-horizontino Lucas Libanio entra para nossa listinha (que só cresce). O Festival Internacional de Quadrinhos, que acontece de 11 a 15 de novembro, é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura e é gratuito.

Lucas é graduado em Cinema de Animação pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Cartunista, ilustrador e animador, ele é também professor desde 2003. Suas tiras, de título Hans Grotz, são conhecidas em Minas desde 2007, quando passaram a ser publicadas pelo jornal Super. Nosso convidado também é o autor do quadrinho Hans Grotz - Opiniões Descartáveis, lançado em 2012, em Curitiba. Detalhe importante: a segunda edição será lançada no 9º FIQ!


9º FIQ recebe Valente, Puny Parker, a Turma da Mônica e Vitor Cafaggi

Esse anuncio é pra quem já riu lendo as tirinhas do “Valente”, para quem já sentiu uma saudade da infância junto com “Turma da Mônica - Laços”, ou para quem se aventurou ao lado do pequeno Peter Parker em “Puny Parker”. Esse anuncio é até pra você que ainda não leu nenhum desses títulos e tá perdendo um tempo danado! Sem mais delongas: Vitor Cafaggi entra para a lista de convidados do FIQ 2015, de 11 a 15 de novembro. O evento é gratuito.

Vitor nasceu em Belo Horizonte. De 2008 pra cá, ele criou a webcomic "Puny Parker"; participou das coletâneas "Pequenos heróis", "MSP50" e "Fierro Brasil 2"; publica a série de tiras dominicais "Valente" no jornal O Globo; lançou, de forma independente, os livros "Valente Para Sempre", "Duotone" e "Valente Para Todas".

Venceu um Troféu HQMix de Novo Talento – Roteirista em 2012, outro de Melhor Publicação de Tiras em 2013 e mais quatro em 2014. Produziu, ao lado de sua irmã, a graphic novel "Laços", a primeira do selo Graphic MSP apresentando uma história da Turma da Mônica e, em 2015, “Turma da Mônica - Lições”.


 Que livrinho de colorir que nada!

Nossa convidada já trabalhou com títulos da DC, Marvel e Dark Horse, fez as cores de Astronauta – Magnetar e Singularidade, e vai marcar presença no FIQ 2015. Por tudo isso e muito mais, te apresentamos agora mais um nome de respeito: Cris Peter! O Festival Internacional de Quadrinhos, que acontece de 11 a 15 de novembro, é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura e é gratuito.

Natural de Porto Alegre, onde reside, Cris é formada em Publicidade e Propaganda pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Já trabalhou em diversos quadrinhos, como Superman, Batman (DC Comics), Astonishing X-Men, Fantastic Four, Future Foundation, Captain America & Namor (Marvel Comics), Spike e Drucilla (Dark Horse). Em 2012, foi indicada ao prêmio Eisner por seu trabalho no título Casanova, escrito pelo americano Matt Fraction e desenhado por Fábio Moon e Gabriel Bá.

Cris também é a responsável pela colorização de Astronauta – Magnetar e por Astronauta -Singularidade pela Graphic MSP, com arte e roteiro de Danilo Beyruth e editados por Sidney Gusman.

Nossa convidada já ministrou cursos em escolas como a Quanta Academia de Artes em São Paulo, Joe Kubert School, em Dover (NJ, EUA), e universidades como UniRitter e Senac (em Porto Alegre). Também participou de eventos como palestrante, entre eles Multiverso ComicCon em Porto Alegre (2012), Feira do Livro de Porto Alegre (2012), e o FIQ (2009, 2011 e 2013)!

Mais? A Cris lançou um livro teórico por meio de financiamento coletivo (Catarse), o “O uso das cores”. Vai fazer a colorização do quadrinho “Petálas”, do Gustavo Borges e que está quebrando o recorde no Catarse, como você pode ver aqui. Atualmente, a artista faz parte do Estúdio Complementares, onde há produções próprias, projetos e muitas aulas e dicas! Saiba mais aqui

Página 1 de 32